in

Lulu da Pomerânia

Tudo sobre a raça Lulu da Pomerânia

Introdução

O Lulu da Pomerânia é um cachorro toy não é à toa. Parecem brinquedos feitos especialmente para crianças pequenas, eles são pequenos fofinhos, peludos e podem ser facilmente confundidos com um leãozinho devido ao formato dos pelos em torno da cabeça.

É uma raça de cachorro nativa da Pomerânia, uma região que engloba parte da Alemanha e Polônia na Europa Central.

É um cão amigável de pequeno porte e de personalidade marcante, principalmente pela alegria, inteligência e instinto de proteção com crianças.

Saiba tudo sobre a origem, cuidados, tamanho e comportamento dessa raça que foi agraciada pela Natureza com um charme especial formado pelos seus pelos, cara de raposa, jeito de leão e instinto protetor e amigável com todos o que o torna ideal para crianças e pessoas que gostam de companhia e atenção e para quem quer aumentar a família de pets.

Informações sobre a raça

Sua origem é europeia, conta-se que seus ancestrais da família spitz eram cães de trenó, da região da Islândia. A Pomerânia é a região onde houve as primeiras criações dessa raça que é a miniatura da família Spitz. O Lulu da Pomerânia também é chamado de  spitz alemão miniatura ou spitz alemão anão (zwergspitz).

Segundo registros da raça, até chegarem no atual porte houve várias ninhadas em que eram selecionados sempre os menores para dar continuidade a espécie assim com esses cruzamentos a raça atinge o porte toy que conquista adultos e crianças, inclusive a realeza. 

Em 1888 a Rainha Vitória se rendeu ao charme dos Lulus da Pomerânia e através dela a raça se popularizou pela Europa, a majestade também foi criadora e expositora.

São pequeninos com pernas curtas que ao serem cobertas de pelos eles caem como uma franja o que lhes dá um charme especial. Além disso é elegante e agil com estrutura de corpo musculosa: tem peito aprofundado, tronco um pouco maior que o corpo e um detalhes especial é que apesar de parecer um leão devido a pelagem sua face é semelhante a uma raposa pois sua cabeça avantajada vai afinando gradativamente até o pequeno nariz além de olhos escuros, olhar marcante e orelhas pontiagudas.

O toque final da Natureza é o pompom formado pela cauda felpuda que repousa sobre as suas costas e nela também há uma bola de pelos fofos e macios.

Curiosidades

  • Ótimos cães de guarda: Por mais incrível que pareça o Lulu da Pomerânia é um ótimo cão de guarda, sim você leu certo. Apesar do porte pequeno e do carisma é uma raça cujo latido é estridente e afora isso tem um instinto protetor herdado dos seus ascendentes. Afinal seus antepassados precisavam de bravura para levar os trenós e seus respectivos condutores. 
  • Celebridades: além de tutores conhecidos como Paris Hilton, Nicole Bahls e Sharon Osbourne, eles também participam de filmes. Quem não se lembra dos cachorros das irmãs Wilson no filme As Branquelas? Eles apesar da fofura sabiam muito bem defender as donas, parecia até que tinha sido combinado com eles.
  • Sobreviventes: Dos 3 pets sobreviventes do Titanic, 2 Lulus da Pomerânia foram salvos pelas suas tutoras em botes salva-vidas.
  • Cores: existem mais de 20 cores do Lulu da Pomerania e elas só aumentam a sua simpatia e carisma.

Tamanho

Podemos dizer que eles são pequenos de verdade. Seu tamanho reduzido é inversamente proporcional a sua fofura. Vivem entre 12 e 16 anos e pesam de 1 a 3kg. Seu comprimento médio é entre 18 e 30 cm e sua altura é de 15 a 17,5 cm, ou seja, dá para levar para passear numa bolsa pet tranquilamente.

O pelo também dá um plus no tamanho, não à toa se assemelha a um leão. O Lulu da Pomerania tem pelagem dupla, ou seja: duas camadas de pelo, a primeira curta espessa e macia e a superior longa com cores mais vivas

Personalidade

Extrovertido, sociável, brincalhão, inteligente, amigável, ativo, protetor. Gostam de colo mas não de grude, afinal estão sempre em alerta. É obediente e inteligente, características de temperamento que favorecem o adestramento profissional e a obedecer comandos, principalmente os que dizem respeito a latidos. Costumam latir bastante e isso pode acarretar incômodos à vizinhança e visitas.

Tais características somadas ao porte pequeno o tornam uma das melhores escolhas para tutores que moram em apartamentos, se você tem espaço para brincar com eles ao ar livre, melhor ainda.

Apesar de não precisarem de muito espaço, adoram correr e brincar, então inclua na sua agenda pelo menos 40 minutos diários para o passeio ou divida 5km por semana no tempo que tiver disponível. 

Lembre-se de ensinar bastante truques e brincadeiras eles adoram e isso além de ajudar a saúde física do seu Lulu da Pomerânia também vai estimular a inteligência dele e a sua criatividade como tutor para inventar atividades.

São bastante sociáveis, simpáticos e carismáticos. Só não “dá muita bola” para quem não conhece. Quando fica amigo, pronto você ganha uma amizade para qualquer momento, principalmente aqueles em que precisa mandar a tristeza embora. 

Lembrando que eles não são destruidores de chinelos e sapatos por si só, mas podem fazer isso caso se sintam sozinhos. Ou seja, é uma ótima companhia e é do tipo de pet que só não fala. Seu pelo e beleza exótica também podem ser opções para exposições de pet. Adoram gente e não iriam estranhar o movimento. 

Aliás, o movimento é algo que eles adoram, ao ter um Lulu da Pomerania lembre-se de que além de energia para brincar e  correr pela casa também vai precisar levá-lo a passeio e não se espante se através dele você ampliar seu círculo de amigos.

Saúde

Como todo pet, o Lulu da Pomerania merece atenção, carinho e cuidado. Eles se bem cuidados tem vida saudavel porem tem algumas características da própria raça que precisam de atenção:

  •  Joelho: pode sofrer luxação na articulação da patela, ou seja, os ossos se desencaixam e isso gerar dor e dificuldade de movimentação, devido ao seu tamanho reduzido merecem atenção.
  • Hipotireoidismo: Baixa quantidade de hormônios secretados pela tireoide, siga as recomendações do veterinário para observar os sinais.
  • Alopecia X: Alguns Lulus podem ter perda de pelos, se tiver o pedigree e/ou conhecer os pais é uma das melhores formas para avaliar os fatores de risco pela herança genética
  •  Displasia do quadril: é uma má formação da articulação que com o passar dos anos fica mais dolorida e pode se agravar. Ou seja, qualquer mudança no andar do seu Lulu merece um olhar mais atento.
  •  Epilepsia: alguns cachorros Lulus da Pomerânia têm epilepsia idiopática, ou seja, sem causa definida. Ela que provoca  convulsões e espasmos musculares (movimentos involuntários) 
  •  Traqueia: Atenção para os barulhos do seu pet,  apesar de  parecer fofo ser parecido com uma buzina ou uma tosse de bola de pelo , pode  significar um colapso de traqueia. Uma condição grave.
  •  Coração: Atenção principalmente em relação aos mais velhos, pois é característico dos pets toy, terem esse tipo de problema na maturidade em diferentes níveis.
  •  Hipoglicemia: Principalmente os mais jovens podem ter esse  distúrbio metabólico que diminui o nível de glicose no sangue. Precisa de acompanhamento pois seu metabolismo ainda é imaturo.

Cuidados

É um pet toy que precisa de cuidados como um bicho de pelúcia fofinho. Cuide dele como um ursinho, com todo amor e carinho.

  • Banho: Conforme a necessidade, invista em bons produtos para deixá-lo sempre com o pelo macio e cheiroso.
  •  Dentes: Se não der todos os dias, o que seria ideal, no mínimo uma vez por semana com pasta e escova adequados.
  •  Unhas: mantenha sempre aparada e bem cuidada.
  •  Brinquedos: os Lulu são pequenas crianças, portanto deem a eles brinquedos de diversos tipos.
  •  Pelos: Além de produtos, aproveite a escovação para fazer aquele cafuné no seu Lulu. Use escova e pente,até a pele, abrindo bem os pelos para distribuir o óleo natural adequadamente. No mínimo duas vezes por semana 

Alimentação

Pequenos e enérgicos os Lulu da Pomerânia tem alta queima calórica e estômago reduzido, com isso ele precisa de pequenas porções várias vezes ao dia. Discuta com o seu veterinário o melhor tipo de ração para essa raça visto que há diversos tipos de rações com formatos, texturas e nutrientes adequados a cada porte e fase da vida do animal.

Cor da pele e aparência

Existem 23 tipos de cores de Lulu da Pomerania inclusive a pelagem da raça pode mudar com o passar do tempo. Sim, isso mesmo, é possível que  aquele filhote adorável ao se tornar um cão idoso vai continuar adorável com outra cor de pelo, que em alguns casos consegue ser prevista.  Algumas cores da paleta são chocolate, branca, preto, acinzentada, creme, prateado e tons puxados para o laranja e vermelho.

Crianças e outros animais de estimação

O Lulu da Pomerania e as crianças nasceram um para o outro, de tal forma que se confundido com um brinquedo ( o que não é difícil) pode inclusive se machucar pois como já  dissemos acima é um pet extremamente sensível e com diversos pontos de atenção sobre a saúde. 

Seu porte pequeno, faz com que sejam propensos a acidentes domésticos por isso toda atenção é pouca para não machucá-lo, principalmente ao ter contato com crianças, elas precisam sempre de supervisão. Eles se dão tão bem que não tem limites para as suas brincadeiras e interações.

Quanto a outros animais é importante adestra-lo pois devido ao seu forte instinto protetor pode ter um mau relacionamento e ser agressivo.

Cuide bem do seu Lulu da Pomerânia e tenha um amigo pet de pelúcia por muitos anos!

Mais informações: CBKC GRUPO 5

Fiocruz identifica cão e gato com anticorpos contra novo coronavírus